Alergias em gatos: Tipos, sintomas e tratamento

Bem sabemos que a alergia nos humanos é uma alteração comum e noutras espécies não é exceção: de facto, nos gatos é bastante frequente. Os gatos podem ter e sofrer diferentes alergias que podem dever-se a diferentes causas. Apesar de que cada tipo possui sintomas específicos, todos têm manifestações comuns. Por isso, de seguida, iremos dar-lhe toda a informação, para que consiga reconhecê-las. 

Alergias mais comuns nos gatos 

São diversas as alergias que podem aparecer nos gatos, sem dúvida, as mais comuns são:

Dermatite

Uma das formas de apresentação mais frequentes das reações alérgicas é através dos transtornos cutâneos. É importante destacar que a pele de um gato habitualmente é rosa, negra ou com pigmentos (dependendo da sua raça), mas não possui nenhum tipo de lesão como crostas, descamação, massas ou áreas inflamadas. No caso da dermatite alérgica, estas reações podem estar presentes.  

Cabe destacar que as reações cutâneas se produzem quando o animal se expõe de forma contínua a um determinado alergénio, quer dizer, uma substância, objeto ou material que está a causar a reação. Todo este processo indica que o sistema imunitário do seu gato está a responder com a libertação de substâncias inflamatórias, que são as causas dos sintomas característicos da dermatite. 

Alergia alimentar

Este tipo de alergia em gatos caracteriza-se pelo reconhecimento do sistema imunitário de algum componente da alimentação como um corpo estranho, e ao reconhecê-lo como tal, necessita de ser combatido; por isso, ativam-se diferentes mecanismos de defesa para manter o organismo em equilíbrio.

Habitualmente, os quadros de alergia alimentar são um pouco mais complicados que a intolerância ao alimento. Para esta última, basta remover o alimento da dieta, enquanto que na alergia é requerido um estudo mais detalhado para reconhecer adequadamente os alergénios que participam na reação para poder realizar um bom plano de tratamento. 

Alergia ambiental

Os gatos, assim como os humanos, podem sofrer de diferentes alergias causadas por substâncias presentes no ambiente, como é o caso do pó em casa ou do pólen. É importante destacar que a alergia ambiental pode levar a uma dermatite: tudo depende de como o sistema imunitário responde ao alergénio.  

Sintomas das alergias nos gatos

Os sintomas são variados de acordo com o tipo de alergia, por exemplo: no caso da dermatite, o sintoma principal é a coceira e quando acariciar o seu gato vai notar ou sentir pequenas crostas, acompanhadas de áreas avermelhadas e inflamadas. Isto pode estar presente em qualquer sítio do corpo como: abdómen, rosto e coxas.  

Devido à coceira exagerada produzida pela dermatite, a pele seca muito, trazendo como consequência queda de pelo, arrancados pelo próprio gato.  Além do mais, consequentemente ocorre uma debilidade na pelagem devido ao processo inflamatório na pele.  

No que diz respeito á dermatite alimentar, esta caracteriza-se por ter uma sintomatologia bem complexa, quer dizer, os sintomas são gerais podendo afetar os diferentes sistemas, como a pele, o sistema gastrointestinal, o sistema nervoso, etc.

Ao nível dermatológico as alergias nos gatos do tipo alimentar caracterizam-se por afetar o pescoço e o rosto do seu gato, por isso, é habitual aparecerem escamas, vermelhidão, inflamação e úlceras nestas zonas. Desde ponto de vista gastrointestinal, o mais frequente é o vómito e a diarreia. Nos casos mais avançados também se apresentam convulsões.  

É importante destacar que uma grande quantidade de gatos com alergia alimentar pode desenvolver alterações no comportamento, especialmente hiperatividade. Tudo isto, pode levar a um aumento de agressividade no gato, pelo que este tende a esconder-se e a isolar-se, mostrando-se menos sociável do que o normal.  

Tratamento e recomendações para a alergia nos gatos

Para começar o tratamento da alergia na pele do seu gato é fundamental conhecer o que está a produzi-la: por exemplo, se é devido a materiais sintéticos (como os que existem nos bebedouros ou comedouros), o que se deve fazer primeiro é retirar cada um destes recipientes. No caso de ter origem em pulgas, o veterinário irá encarregar-se de as eliminar através de medicação específica.  

No caso da alergia em gatos do tipo alimentar, uma vez diagnosticada, é fundamental estabelecer uma dieta do tipo hipoalergénica, de acordo com as necessidades do seu felino.  Na maioria dos casos nas alergias leves, o veterinário irá indicar-lhe algumas rações hipoalergénicas. Ao estabelecer a alimentação do seu gato é fundamental conhecer cada um dos seus componentes.

Se tem um animal de estimação, neste caso um gato, é importante que tenha em conta a medicina preventiva, para melhorar a sua saúde. Isto é possível através de visitas contínuas ao veterinário. Por outro lado, é fundamental uma alimentação equilibrada. Se o seu gato ingere ração, não se esqueça de escolher as de melhor qualidade e garantir o melhor nível de nutrição para o seu animal de estimação.

Não se esqueça que  na Kiwoko encontrará a melhor opção para o seu felino: rações hipoalergénicas das melhores marcas com as quais irá cuidar as sua saúde e evitará alergias alimentares.